Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Ainda…’ Category

Ainda…

Foi um rompimento na impossibilidade. As fumaças de um cigarro dançavam no negrume daquela noite, piedosa apenas pela presença da Lua Plena. 

Ele olhava para esse tudo dela que podia avistar e que o vento fazia esvair-se em segundos. Caminhava. Havia um muro, uma porta e uma grade afirmando o comedimento que nem se sabia mais. Brotaram de suas penas, linhas exaustas de um Amor pedindo abrigo, querendo respirar. Ainda.

Faltou luz, mas já era dia. Disseram. Vagou até fazer Sol, mas se queria Lua. Luta-se. Cansados ambos, ofegantes ambos e ambos a não acreditarem nas causas que defendiam. Carne e feridas à mostra contra tudo do Amor que ao outro se dedicava. Imploraram trégua, já que os vinhos mais baratos lhes foram arrancados. As almas foram laceradas com todo o arsenal que a ausência oferece aos combatentes feitos de fogo e dor, insistindo no “não” brandido a braço de ferro, cortante e penetrante.

Depois de tudo acabado, vencedores de si mesmos, de joelhos, receberam o prêmio final motivo de tão renhido duelo: a certeza que podiam ir-se e a profunda tristeza que cabe àqueles que conhecem o alto preço de suas conquistas.

Tempos vão e são, e chega para um deles a vista vagarosa de um casco sujo sob velas ensorbecentes, antes amarrado ao cais do Amar. Piedade das águas que correm sob inteiro efeito de despedidas, levando para muito, mas muito longe dos encantos, aquela vontade de Primavera que, em delírios, um dia ousaram sonhar…

Laurita Dias

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: