Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Eis que se apresenta…’ Category

Ela sentia um alívio na alma quando pensava no agora. Sabia que as texturas do tempo haviam envelhecido alguns de seus sorrisos, mas que também fizeram maturar na adega do seu coração os melhores gostos e sentimentos, os profundos desejos de mudança num caos social de tantas margens…
Com os amigos saudou muitas luas e correu pra languidez das noites vazias. Indizíveis frente à cadência branda dos desvendamentos. Assim aprendeu a se enxergar como mulher faminta e feroz a transpassar muros e espaços, como que a saborear interminavelmente da reação ao medíocre.
Ela pensa como poeta e sente desejo de infinito. Aprecia sensações de solidão e reconhece beleza indescritível na tristeza. Anda rabiscando uns versos e é apaixonada por música. Palavras, timbres e harmonias sempre fizeram-na perceber-se movida por encantos e aclamada por deuses, na equação da inquietude de quem consegue sentir o que fala ao espírito, seja letra ou melodia…

Suas palavras postas em papel caminham para o insólito e sombrio, e por vezes ela recusa o lirismo que não é libertação, como ouvira certa vez de Bandeira.
Seus passos seguem descalços, desarmados a sentir a natura e o chão do qual é parte. Odeia forçar afinidades e tem um tom que vibra em notas inalcançáveis para muitas gentes. Mas haveria de ser assim… é o seu próprio preço para que estampado na cara, sorriso possa acolher e acreditar em pessoas e, a um só tempo, dentes se arreganhem para as impossibilidades, vontade de querer-bem ultrapasse políticas hipócritas, e para que das lutas não se traga cansaço, mas a dignidade de poder construir pelos sonhos, pela crença numa força tal que rege vidas e universo. Ela pensa que seja o Amor. É romântica. Esse é o seu caminho, sua natureza. São seus quereres.

Laurita Dias

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: